Kyoto é conhecida como a cidade dos templos e samurais, a antiga capital do Japão tem muito charme e é aqui que você vai ver o Japão tradicional! Kyoto foi substituída pela nova capital Tokyo em 1968, mas é na minha opinião uma das cidades mais legais de você conhecer por lá!

O post está dividido em 3 partes, com subtópicos:

  • Dia 1 em Kyoto
  • Dia 2 em Kyoto
  • Dia 3 em Kyoto

Dia 1 em Kyoto

Fomos de Osaka para Kyoto de trem pagando o valor de R$ 33,00 por pessoa que estava incluso o ticket individual mais o ticket da bagagem. Ao chegar em Kyoto pegamos um táxi e fomos até o nosso hotel o Fujitaya Hotel Kyoto. pelo valor de R$ 52,13 a diária, por pessoa. O hostel é uma gracinha e nós aconselhamos muuuito você se hospedar por lá! Quer ver mais sobre o hostel? Assisti o vídeo abaixo (mais precisamente a partir do minuto 2!)

Após deixarmos as malas, fomos correndo até o Nishiki Market um dos principais mercados gastronômicos de Kyoto e um dos mais animados também! Algumas bancas podem te dar amostras de comidas para você experimentar. O mercado é super colorido, e um lugar excelente para você não só provar vários pratos típicos do país, mas como também fotografar muuuuito!

Dentro do mercado encontramos uma loja muito famosa no Japão; As famosas lojas de 100 ienes!  não preciso nem te dizer que literalmente terminamos o dia lá, né?

Dia 2 em Kyoto

No dia seguinte decidimos visitar os templos mais conhecidos de Kyoto, vou te contar um pouco sobre eles na ordem que visitamos.

Santuário de Yasaka

O Santuário de Yasaka é um dos lugares religiosos mais sagrados do mundo. Geralmente, o santuário de Yasaka é muito movimentado, com devotos do mundo inteiro que se reúnem para receber as bênçãos e fazer suas orações para pedir boa sorte. O pavilhão principal do santuário tem quase 360 anos! As pessoas costumam pedir riquezas e beleza no Santuário de Yasaka. A entrada é gratuita.

Aproveite para conhecer o Maruyama Park após sair do Santuário de Yasaka. Ele fica somente a poucos metros do santuário.

Chion – In

Chion-in em Higashiyama-ku, Kyoto, Japão é a sede do J?do-sh?, fundado por H?nen, que proclamava que os seres sencientes renascem no Paraíso Ocidental do Buda Amida recitando o nembutsu, o nome do Buda Amida.

O Chion-In possui construções que são consideradas tesouros nacionais, como o Sanmon (portal), que é com os seus 24 metros de altura considerado o maior portal duplo de madeira do Japão. Infelizmente não conseguimos entrar no Chion- In pois o templo estava fechado para reforma.

Shoren-in

É um templo budista em Kyoto que foi construído no final do século XVIII. A entrada custa 500 ienes, o que dá mais ou menos R$ 25,00.

Nos jardins do templo, uma das partes mais lindas na minha opinião contam com enormes árvores de canforas de 800 anos!

Kyomizu-Dera

É um templo budista independente do leste de Kyoto, sendo também patrimônio mundial da Unesco. A vista desse templo é uma das mais lindas de Kyoto! A entrada é gratuita.

É muito comum por aqui que turistas aluguem os quimonos para tirar fotos. O valor do aluguel do quimono começa em R$ 150,00 e não tem limites para o preço final, rs. É como se fosse um vestido de formatura para as japoneses: Elas só usam uma única vez!

Templo do Pavilhão Dourado

O templo do Pavilhão dourado é um templo Zen Budista também conhecido como Kinkaku. Além dele ter sido construído em ouro ele contém as relíquias do Buda. Mas, claro que nós turistas não temos acesso ao templo, podemos apenas admirar do lado de fora e andar pelos jardins. A entrada do Templo do Pavilhão Dourado custa 400 ienes, o que dá mais ou menos R$19,80.

Terminamos o nosso dia jantando em um restaurante tipico de Kyoto. Quer saber mais sobre nosso segundo dia nessa cidade tão charmosa? Assiste nosso vídeo!

Dia 3 em Kyoto

Último dia na cidade e decidimos visitar a famosa Arashiyama, a floresta de bambu em Kyoto. Mas não se engane Arashiyama tem muito mais que apenas a famosa floresta de bambu. Muitas pessoas fazem passeios de riquexó,  e visitam os lindos templos que tem por lá como o Tenryuji e o santuário Nonomiya. Como nosso tempo era curto, ficamos somente na floresta de bambu mesmo.

Para fazer uma foto legal por lá é preciso ter paciência, visto que o lugar é bem lotado de turistas rs. Mas fé que você consegue uma boa!

Não viaje para o Japão sem fazer um seguro viagem!

Não esqueça de fazer o seu Seguro Viagem! Eu já precisei, quando minha malas foram extraviadas no Marrocos E ainda bem que eu havia feito! Fazendo o seguro através desse link você consegue ver qual o MELHOR SEGURO e mais BARATO que se encaixa para a sua próxima viagem!

Não deixe de conferir os vídeos da nossa viagem pelo Japão em nosso canal do YouTube!

Comente pelo Facebook

Comentários:

Amanda Saueia

Amanda Saueia

Brasileira. Contadora. Apaixonada pelo novo, livros, fotografia, música e arte. LOUCA por viagens!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: