O que fazer em Pequim?

A China é um país fascinante e começar a desbravar esse país por Pequim foi nossa escolha no final de dezembro/2019. Tivemos poucos dias na cidade antes de partimos para Singapura, três dias para ser mais exato hehe mas aproveitamos ao máximo nossa estada em Pequim e já com muita vontade de voltar! Brasileiros precisam de visto para visitar a China. No entanto, brasileiros que estiverem em trânsito por Pequim por até 72 horas podem ser dispensados de visto. Para ter direito a esse benefício, o viajante deve permanecer em Pequim durante esse período e já ter passagem comprada, com assento marcado, para um terceiro país dentro das próximas 72 horas.

E vamos compartilhar agora nosso roteiro para te ajudar a montar o seu, com dicas do que fazer em Pequim!

O post está dividido em 7 partes, com subtópicos:

  • A Grande Muralha da China
  • Parque Jingshan
  • Cidade Proibida
  • Praça Tiananmen
  • Wangfujing Street
  • Casa de Chá Tradicional
  • Pato de Pequim

A Grande Muralha da China

Claro que uma das 7 maravilhas do mundo moderno e patrimônio mundial da Unesco não poderia ficar de fora desse post O que fazer em Pequim. Além disso muitas pessoas que estão apenas em uma conexão um pouco mais demorada pela China fazem esse passeio como obrigatório por lá. Não existe ir para a China e não conhece as Muralhas, rs!

As Muralhas da China são a principal atração do país, e apesar dos seus 21.196 km de extensão, possui partes abertas à visitação bem próximas de Pequim.

Se puder, vá para as muralhas bem cedinho para evitar aglomerações. Nós optamos por agendar a visita com uma agência local devido a distância de Pequim e o nosso tempo corrido. Foi um dia inteiro de passeio, além das Muralhas da China conhecemos também os Túmulos Ming e tivemos a oportunidade de visitar uma Casa de Chá Tradicional. Isso tudo pelo valor de R$ 224,10 com translado e almoço incluído. Se optar por ir com agência também ao invés de ir sozinho não se preocupe porque você encontra muitas pessoas vendendo esses passeios na cidade!

  •  – Horário de funcionamento: De 06:30 às 19:00
  • Tempo estimado de visita: 2 a 3 horas, Mas atenção: exige um certo esforço físico, se prepare rs!

Parque Jingshan

O Parque Jingshan  tem entrada gratuita e está localizado nos fundos da Cidade Proibida. Aproveite para visitar o Parque Jingshan no dia que for visitar a Cidade Proibida.

Dica: Chegue cedo e vá direto para o Parque. A vista é linda! E, com sorte você vai conseguir tirar umas boas fotos sem precisar se preocupar com a quantidade de turistas.

Cidade Proibida

Construída entre 1406 e 1420, a Cidade Proibida foi durante cinco séculos a residência oficial dos imperadores chineses.

Claro que durante o período oficial que os imperadores moravam lá somente eles, sua família, oficiais militares e empregados do complexo podiam entrar lá dentro.

Mas, em 1987, a Cidade Proibida foi declarada Patrimônio Mundial pela Unesco e finalmente aberta ao público. É um complexo muito lindo que vale muito a pena conhecer. Se puder vá ao fim do dia, para pegar um pôr do sol de tirar o fôlego!

  • Horário de funcionamento: De 08:30 às 17:00
  • Tempo estimado de visita: 2 horas.
  • Custo do ingresso: 60 yuan (R$41,98) na alta temporada e 40 yuan (R$ 27,99) na baixa temporada.
  • Existe a opção de ingressos adicionais para algumas galerias e também para comprar o áudio guia caso você decida ir por conta própria.
  • É muito importante que você esteja com seu passaporte em mãos para você entrar na Cidade Proibida, caso contrário pode ser que você não consiga entrar.

Praça Tiananmen

Antes de visitar a Cidade Proibida, aproveite para ver um pouco mais da Praça Tiananmen que fica bem a frente da Cidade Proibida.

Wangfujing Street

Wangfujing Street é uma rua extensa para pedestres com diversas lojinhas chinesas e comidinhas de rua. Na Wangfujing você encontrará diversas iguarias que se você não tiver coragem de provar como: espetinhos de escorpião e outros insetos te garantem umas boas fotos!

Mas, há também opções “normais” de comidinhas como noofles, rolinho primavera e etc. Que se iniciam a partir de 6 yuan (R$ 4,20)

Casa de Chá Tradicional

A China é um dos países que mais consomem chá no mundo! Então visitar uma casa de Chá Tradicional para mim que sou fanática por chá era meio que um passeio obrigatório, rs.

No fim, fomos em duas: Uma casa de chá super tradicional na Wangfujing Street mesmo onde provamos inclusive um sorvete de Matchá. E, outra quando fomos nas Grandes Muralhas da China. Onde pudemos aprender um pouco mais sobre os rituais do chá: Como eles devem ser servidos, a temperatura ideal para fazer e para beber e a diferença entre eles.

Se você ficou curioso e quer ver sobre a casa de chá super tradicional na Wangfujing Street e quer saber um pouco mais do sorvete de Matchá que tal dar uma olhada no nosso instagram @naoecaroviajar? Por lá mostramos em um IGTV um pouco mais sobre a tradicional casa de chá na Wangfujing Street!

Pato de Pequim

Para finalizar esse post, eu não poderia deixar de te dizer que: Uma vez em Pequim, você PRECISA experimentar o famoso Pato de Pequim!!

Nós optamos por comer em um restaurante super local frequentado pelos próprios chineses e um pouco longe da rota dos turistas. Quer saber um pouco mais de como foi a nossa experiência? Só correr para o instagram!

Mas já te adianto que vale MUUUUITO a pena e que o Pato de Pequim é DE-LI-CI-O-SO!!

Não viaje para a China sem fazer um seguro viagem!

Não esqueça de fazer o seu Seguro Viagem! Eu já precisei, quando minha malas foram extraviadas no Marrocos E ainda bem que eu havia feito! Fazendo o seguro através desse link você consegue ver qual o MELHOR SEGURO e mais BARATO que se encaixa para a sua próxima viagem!

Não deixe de conferir os vídeos das nossas viagens pelo mundo em nosso canal do YouTube

E você, já visitou ou tem vontade de visitar Pequim? Deixe suas dicas!

Comente pelo Facebook

Comentários:

Amanda Saueia

Amanda Saueia

Brasileira. Contadora. Apaixonada pelo novo, livros, fotografia, música e arte. LOUCA por viagens!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: